5 de maio de 2017

COMPORTAMENTO - Seja Flexível

Olá lindezas e lindezos,

Porque será que algumas pessoas sempre repetem algumas experiências em diversas áreas da vida, ainda que seja algo negativo e não traga a felicidade?
Certamente, essas pessoas passam suas vidas inteiras carregando as mesmas crenças que os moldaram como verdades absolutas. E não estou falando em crenças no âmbito espiritual, estou me referindo as escolhas que temos que fazer diariamente. Precisamos ser flexível a novas ideias, novas maneiras de pensar e enxergar as coisas. Aceite que algumas vezes é preciso dar o braço a torcer e mudar para sermos realmente felizes!


Trouxe alguns passos para que vocês possam observá-los e colocá-los em prática!

1) Aja ao invés de reagir

Muitas vezes deixamos as emoções nos dominar, seja raiva, tristeza ou qualquer outra emoção, e acabamos fazendo ou dizendo coisas por impulso. Isso ocorre quando nossas emoções nos dominam e provocam sempre os mesmos resultados desastrosos. Essas reações afetam muitas pessoas e podem acabar com muitos sonhos. Quando perceber que seus impulsos estão próximos de serem dominados por uma emoção, faça algo que você nunca faz e veja um ciclo repetitivo sendo interrompido por uma ação diferente.

2) Tenha consciência de suas emoções

Quando uma emoção surge, a primeira coisa que procuramos fazer, ainda que de forma inconsciente, é negá-la e fugir. É importante que você reconheça quando uma emoção aparecer, e perceba o porquê ela surgiu, com o objetivo de entendê-la e superá-la. Perceba como elas ocorrem dentro e fora de você, qual a “mensagem” ela te traz e busque uma maneira de satisfazê-la sem causar prejuízos futuros, a você ou ao próximo.

3) Conheça você 

Busque dentro de você, baseado em cada experiência que você viveu e não aquilo que disseram sobre ti, seus pontos fortes e suas fraquezas. Valorize e explore seus aspectos positivos, use-os a seu favor para se tornar ainda melhor. E ao invés de se culpar ou sentir inferior pelas suas fraquezas, encontre alternativas para superá-las ou usá-las onde elas se tornam fortes, aprendendo com seus erros e experimentando agir de maneiras diferentes. Nada neste mundo é somente bom ou ruim, tudo depende como você percebe e como usa o que existe dentro de você.

4) Enfrente o medo da dor

Muitos não se arriscam por medo do que podem perder ou acontecer. É natural do ser humano querer evitar a dor. Mas todas as possibilidades que aparecem em nossas vidas são carregadas de dores, porque sempre que decidimos nos arriscar em algo novo, temos que nos despedir de algumas coisas velhas para receber outras. Nesse processo sempre coexistirá o prazer e a dor. Mas se você viver o resto da sua vida fugindo da dor, não terá oportunidade de experimentar as infinitas possibilidades que a vida oferece. Enfrente o medo da dor. Imagine essa dor em sua maior proporção, e sinta o que isso lhe causa. Você perceberá que a dor é muito menor do que pensava. Não evite, arrisque-se. Você perceberá que o seu medo é muito maior do que a própria dor.

5) Descubra os seus medos

Muitos sonhos estão adormecidos dentro de pessoas, simplesmente porque em algum momento foram dominadas pelos seus medos. Quantos casais não se amam, mas não conseguem se separar, por medo de ficarem sozinhos? Ou quantas pessoas estão infelizes nos seus empregos, mas continuam neles por medo de ficarem sem dinheiro? Acabam abrindo mão de seus sonhos por medos que talvez nunca se tornem realidade. Descubra quais são os medos que te impedem de tomar suas decisões e fazem você desistir dos seus sonhos. Pergunte-se o que de pior poderia acontecer se você for em busca dos seus sonhos. E supere-os. Perceba que se os seus sonhos são reais não existirá nada que irá te parar.

6) Assuma responsabilidades

Encontrar culpados virou um hábito do ser humano. Se está sofrendo é porque alguém está te fazendo sofrer. Se algo não deu certo, alguém conspirou contra você. Assuma a responsabilidade por tudo o que acontece na sua vida. Perceba que de alguma maneira você permitiu que isso acontecesse. Você é o único responsável pelas experiências que vive e somente você poderá mudar qualquer coisa na sua vida.

7) Perdoe-se , aprenda e MUDE

Você pode errar infinitas vezes. Mas enquanto se culpar e se punir pelos seus erros, continuará cometendo os mesmos erros. Imagine que você se perde na rua. Você pode pensar “como sou perdido, sempre cometo o mesmo erro”, ou “errei, mas isso acontece e tenho certeza que na próxima eu acerto”. Percebe a diferença? O que você pensa é o que fica gravado a seu respeito. No momento que você se perdoa, você abre espaço para aprender com seus erros e encontrar alternativas para não repeti-los. Perceba os erros que não quer mais cometer, perdoe-se, aprenda e esteja disposto a mudar.

8) Amplie sua visão

Quando não sabemos onde queremos chegar, qualquer lugar serve. E muitas pessoas vivem reclamando, onde quer que estejam, em qualquer situação que estejam. Porque nada irá satisfazê-las se nem elas sabem onde querem chegar. Trace uma direção para a sua vida. Esteja preparado para os obstáculos que podem ocorrer, para as necessidades antes mesmo de surgirem. E saiba reconhecer seu poder quando realizar seus sonhos.

Vamos ampliar nossa visão! Vamos nos conhecer melhor e nos abrir para novas possibilidades! Saia da zona de conforto e SEJA FELIZ!

Beijos carinhosos.

Texto - Gisele Rocetti e Blog da Saúde

21 comentários:

  1. Adorei esse post!
    E como cada ponto dele é difícil para nós olharmos em nós e perceber, se permitir perceber.
    Por isso que é muito difícil, na maioria das vezes, não deixarmos as emoções não tomarem conta, mas muito importante, aliás, essencial aprender.
    Sério, amei seu post! Parabéns!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Adorei!
    Mas é complicado não repetir os erros, às vezes acontece até sem querer!
    Quando o coração fala mais alto, a gente nem percebe o que está fazendo.
    Parabéns pelo post!

    Beijos <3

    ResponderExcluir
  3. Eu acho assim que a pessoa tem que mudar, tirar tudo aquilo que não faz bem, pra ser feliz é preciso mudança. Mas há pessoas que estão tão acostumadas a ficar no mesmo lugar ou fazendo a mesma coisa e se esquece tem tem outras opções na vida. Temos que fazer como você disse ampliar a nossa visão só assim vamos ver a felicidade, Gisele bjs.

    ResponderExcluir
  4. Acho que as pessoas sempre tem que tentar mudar.
    É natural ás vezes a gente ter algumas ações erradas, mas não precisa ser todo o tempo.
    Principalmente em redes sociais, vejo que as pessoas não são flexíveis no que fala, dai as discussões são intermináveis.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  5. Oi
    Eu gostei do texto.
    Tento sempre aprender com os meus erros e assim tentar evita-lod. Mas as vezes acabamos cometendo alguns erros...
    Bjo

    ResponderExcluir
  6. Não há coisa melhor do que ampliar a mente! Amei todas as 08! Texto lindo!

    ResponderExcluir
  7. Adorei o seu post e temos que ampliar nossa visão mesmo.
    Bjus
    Jaque
    www.quebreiaregra.com.br

    ResponderExcluir
  8. Ótimo post, que nos leva a inúmeras reflexões. Mas o item 4 é o que mais me incomoda, a dor. Preciso enfrentá-lo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pelo post. Me coloquei no meio do seu post.
    Tento me controlar em qualquer relação tentar agir e não reagir. Sempre coloco emoção em tudo que tenho que fazer e mto das vezes não é bacana.
    Não e fácil porém não é impossível.
    Belíssimo postZ
    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Uau, adoro textos assim! Eu tenho ficado bastante na 1 e na 7, tenho me controlado nas reações e é bem difícil! Me perdoar também, tenho tentado bastante. Obrigada por essa reflexão

    ResponderExcluir
  11. Concordo com você, mas certas situações não podemos ser muito flexível, pois poderá parecer que somos frágeis e aceitamos qualquer coisa
    Parabéns pelo texto, é bom ter esse tipo de leitura na internet, faz abrir os olhos e descobrir alguns de nossos erros

    Beijos
    Rafael

    ResponderExcluir
  12. Oi Gisele, tudo bem?

    Eu tenho um grande problema quanto a mudar, mas isso já foi pior.
    Passei minha infância inteira mudando, seja de casa, de amigos ou de postura, para fingir que nada me atingia. Depois de um tempo, as experiências se acumulam e você aprende que ser flexível é necessário, é vital. Hoje em dia, simplesmente vivo mudando a minha vida, mas seguir algumas coisas dessa sua listinha ainda é bem complicado.
    Eu não consigo me perdoar, perdoar os erros que cometi e as pessoas que de certa forma atingi. É estranho, pis na maioria do caso, a pessoa atingida fui eu, e tive que fingi que não fui.
    Adorei as suas dicas, irei tentar colocá-las em prática!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Muito bom esse post.
    Especialmente a dica de "Perdoe-se, aprenda e mude".
    Era o que eu precisa ler.

    Parabéns pelo blog
    www.sobrecadamomento.com.br

    ResponderExcluir
  14. Uau post profundo, sabe que as vezes eu me pego pensando nisso, como podemos repetir comportamentos que sabemos fazem-nos mal. E as dicas que você deu além de profundas e complicadas são de extrema importancia, imagino que nenhuma delas seja fácil para pessoas como eu que as vezes passa por isso, mas ainda assim super valem a pena, afinal estou nesse caminho das suas dicas :)

    ResponderExcluir
  15. Gostei muito e vou compartilhar.
    Precisamos aplicar esses pontos.
    Bjão

    ResponderExcluir
  16. Interessante, mas difícil de seguir, principalmente para mim que sou impulsiva. Mas estou trabalhando com todos esses tópicos.

    ResponderExcluir
  17. Adorei os conselhos. E a flexibilidade é algo que preciso praticar rs.

    Abraços e parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  18. Oie, tudo bem? Ser flexível é algo que deveria fazer parte da nossa vida. Temos o costume muitas vezes de reagir ao que acontece com a gente, quando na verdade deveríamos tomar as rédeas da situação. Aprendi que não são os acontecimentos que nos faz sofrer ou ficar contentes, mas sim nossa percepção daquilo que acontece. Uma mesma coisa pra mim pode não ter efeito nenhum enquanto que pra outra pessoa pode significar grande tristeza... simples percepção. Seu texto ficou incrível, parabéns! Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  19. Olá! Tudo bem?!
    Acho que o mais difícil é conseguir aplicar esses pequenos detalhes ao nosso dia a dia. Ser flexível é importantíssimo nos dias de hoje, tanto para a vida pessoal quanto para a profissional. Meus parabéns por trazer um assunto tão importante à tona!
    Beijos, Lorena

    ResponderExcluir
  20. Que post mais lindo, as vezes tudo que precisamos é de ajuda e porque nós mesmos não começarmos a nossa mudança?
    Adorei a dica

    alana zoz

    ResponderExcluir
  21. ÓTIMAS dicas, acredito que se as seguirmos será mais fácil nos conhecermos, repararmos nos detalhes. Sem falar que a flexibilidade faz um bem danado pra nossas vidas

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar o meu mundo! Volte sempre! Bjinhos

Conselho do Bem - PAZ!

Olá, tudo bem? Mais uma semana iniciando e com ela mais um Conselho do Bem para meditarmos um pouquinho na palavra de Deus. ...